segunda-feira, setembro 27, 2010

Debate de presidenciáveis na Record



DEBATE NA REDE RECORD
26.09.2010 - 22:00h
ESTE DEBATE PODE DEFINIR SEGUNDO TURNO


2010
Os candidatos: Dilma, Serra, Marina e Plínio.

João Cruzué

O debate realizado pela Rede Record de Televisão no último domingo de setembro - 26.09.2010 - marcou um momento importante na história da televisão brasileira: o começo da substituição da Rede Globo pela Rede do Bispo Edir Macedo no processo político nacional. Assisti o debate; foi o melhor deles até agora; pelo menos não foi tão engessado. Na minha opinião, Plínio de Arruda Sampaio foi de novo a estrela do debate, é claro que ficou à vontade para espinafrar todo mundo, mesmo porque não tinha nada a perder. Em segundo lugar vieram Serra e Marina, ela tem consistência sem perder a doçura. Eu não "vi" Dilma no debate; sem Lula por perto, ela ficou invisível; é muito dura nas respostas. Este debate tirou as dúvidas de muita gente. Pode vir segundo turno por aí.

[Atualização em 28.09.2010: Três consequências do debate. 1) O Pastor Silas Malafaia retirou seu apoio a candidata Marina Silva, porque ela apoia a iniciativa de duas consultas populares de cunho anti-cristão: o plebiscito sobre o aborto e o plebiscito sobre a maconha. Segundo o pastor, como ela ficou em cima do muro (seguindo as coordenadas do PV) ele não aceita essas atitudes de um candidato que se diz evangélico. 2) O PT pretende lançar um contra-ataque a onda de emails trocada em crentes e católicos sobre o posicionamento favoravel da candidata Dilma sobre as questões do aborto, casamento homossexual, PL.122 e PNHD-3. 3) Os grandes jornais paulistas, começaram a publicar manchetes de segundo turno para presidente, com base na tendência de queda acentuada da líder nas pesquisas, depois do caso Erenice Guerra.]Fim.

E por falar em Rede Record, aqui vai um retrospecto. Em 24 de maio de 1992, o Bispo foi preso. No mesmo dia a Revista Veja surpreendeu o Brasil com as denúncias de Pedro Collor. O Bispo ficou 11 dias preso no Distrito de Vila Leopoldina. O Presidente Collor estava a caminho do impeachment. É bem possível que a orientação política do Bispo tenha começado a mudar a partir dali.

O Plano Real salvou a economia e a Rede Record porque a cotação do dolar caiu abaixo de R$1,00. Mas foi durante o Governo Fernando Henrique que a Igreja Universal sofreu maior perseguição política. A divulgação do "chute na santa" depois de 12.10.1995 e as denúncias sistemáticas da Tv Globo, até o final daquele ano, na verdade, em minha opinião serviram a um segundo (ou primeiro?) propósito: tirar a atenção da imprensa do lançamento do "PROER" feito em 03 de novembro de 1995. Um dos primeiros bancos beneficiados - Banco Nacional - sendo que uma filha do Magalhães era esposa de um filho do Presidente FHC - na époica. A Igreja, ao meu ver, foi bode expiatório. De 1995 em diante, nunca mais votei em FHC.

O Bispo Macedo em algum momento depois disso colocou suas fichas no PT. O Vice-Presidente, Sr. José de Alencar Gomes é membro do PRB - Partido criado pela Igreja Universal. A virada política do Bispo deu certo. Hoje nenhum governo depende mais da boa vontade da Rede Globo.

Se a Rede Record vai repetir os erros dos Marinhos eu não sei, mas que o debate de hoje, 26 de setembro de 2010, vai marcar o momento da virada da Rede Record em cima da Rede Globo, com certeza vai.

O preconceito da Rede Globo com os evangélicos começa a pagar um preço muito caro. Os Marinhos acharam que os crentes eram gente desprezível, cansou de reverberar em suas novelas personagens evangélicos desequilibrados, levando o rótulo de radicalismo a todos os crentes. O Pastor Caio Fábio, que se aliou à Rede Globo em 1995, para ajudar a martelar o prego na cruz do Bispo, foi o primeiro a colher sua lavoura. Agora está chegando o tempo dos Marinhos.

Em matéria de planejamento e sorte, o Bispo Macedo está dando uma verdadeiro passeio na nos gestores do "plim plim". Em matéria de Igreja, de fé, de Evangelho, a Rede Record tem dado um banho de mundanismo. Como disso já falou o Pastor Silas Malafaia, a Rede que foi comprada com recursos religiosos, hoje está mais a serviço do mundo, da podridão disseminada em novelas que em nada são diferentes da concorrente.

O Bispo virou o jogo, é a pura verdade. Mas ele corre o risco de se tornar exatamente a figura que mais combateu. Não vou dizer o nome, pois já é falecido.

---

Nota: O último debate está marcado para a próxima quinta-feira, à noite. Dia e horário inconveniente para a maioria dos brasileiros. O debate da Record feito neste domingo ficou acessível para todas as classes, o que não deve ocorrer na quinta.

.



2 comentários:

JOSÉ CARLOS disse...

É um sem conhecimento em dizer que depois de ontem fica claro que teríamos um segundo turno, opinião tendencioso de um burro que quer votar em SERRA.

Rosana Oliveira disse...

Buenas!
Gostei muito do debate. Dilma realmente não apareceu e Plínio fez a diferença (hehe... alguém tinha que fazer os questionamentos que ele fez!).
Lamento que o Pr. Malafaia tenha se posicionado desta forma, pois não podemos esquecer que Marina pode ser a Presidente do Brasil, que é uma DEMOCRACIA! Ela não pode impor suas idéias e crenças (até mesmo pq ela não terá este poder). O que ela certamente fará é se posicionar, na primeira pessoa, como contra... mais nada.
Deixemos de apoiar a Marina... iremos apoiar quem? Dilma? Serra? Plínio???
Bom... acho que não.
Acredito que este rumo vem... o tempo se abrevia não é mesmo?
Não podemos colocar isso nas costas da Marina.

Que Deus nos dê sabedoria e nos abençoe!